O que estamos fazendo para furar nossas bolhas?

Por Giovana Bianchi

As bolhas não apenas nos aproximam do que gostamos, mas também nos isolam daquilo que não gostamos ou que temos pouca familiaridade. O resultado? Pouca propensão ao diálogo, baixa tolerância ao diferente, radicalismo, polarização.  O presente artigo lista pontos que podem auxiliar nas estratégias de comunicação a atingir novos públicos.

Leia na íntegra!

“Me chama a atenção um desafio comum a todxs: se conectar com pessoas para além das nossas bolhas”, Giovana Bianchi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *